quarta-feira, 4 de dezembro de 2013

Resultado da autópsia é divulgado e diz que ator Paul Walker queimou até morrer

A autópsia da morte de Paul Walker ficou pronta e, apesar de terem divulgado que não iam publicar os resultados, foi revelada a causa da morte do ator e de Roger Rodas, seu amigo que dirigia o carro. Nele, de acordo com o TMZ, os dados do legista apontam que Paul faleceu por lesões traumáticas e térmicas. Já seu amigo, Roger Rodas, que estava dirigindo o Porshe GT que bateu neste sábado, dia 30, morreu de múltiplas lesões, mas não sofreu queimaduras como Paul. Além disso, os exames toxicológicos ficarão prontos dentro de seis a oitos semanas. Ainda, segundo a People o detetive xerife Jeff Maag afirmou que o carro em que os dois estavam dirigindo estava a 145km/h, o dobro da velocidade permitida naquela região. Porém, ainda não se sabe se realmente haveria algo de errado com o veículo. E descobrir isso será muito difícil, pois o carro se desintegrou totalmente, além de ter sido queimado: -Para o carro ter se desintegrado dessa forma como fez, a velocidade, é claro [foi um fator que contribuiu], mas algo deu errado para colocá-los naquele ângulo do meio-fio. Após sua morte, muitos famosos homenagiaram o ator, mas agora veio a tona, uma história um tanto quanto emocionante. Segundo o US Weekly, há alguns anos, Paul estava em uma joalheria na Califórnia, quando viu um casal iraniano vendo um anel de noivado. Ao perceber que eles não iriam comprar por ser muito caro, o ator pediu para o gerente da loja colocar aquela joia na conta dele, que ele daria de presente à eles. O anel valia cerca de dez mil dólares, ao em torno de vinte mil reais. O ator pediu para manter anônima sua identidade, assim o casal e a joalheria conseguiram manter o trato. A vendedora da loja, Irene King, se emocionou ao contar: -Fazer algo assim para um desconhecido é simplesmente inacreditável. FOTO DA INTERNET

Nenhum comentário:

Postar um comentário