terça-feira, 29 de outubro de 2013

Prédio em construção desaba e por sorte não causa tragédia em Sousa PB

Um Prédio em construção as margens da BR 230, ao lado do Posto de Combustíveis, Chabocão na Cidade de Sousa, veio a desabar por volta das 13:30h desta terça-feira (29). Toda a estrutura construída em pré-moldado numa área de 2 mil metros quadros, e altura de 9 metros veio ao chão em questão de segundos. Três pedreiros se encontravam no local no momento do desabamento. Quando perceberam que a estrutura estava desmoronando, conseguiram correr a tempo. Apenas ferimentos leves, e superficiais. Duas Motos e um Veículo ficaram soterrados entre os escombros da obra que pertence ao Empresário, Gilson Ferreira de Araújo, proprietário da DSA – Distribuidora Sorriso de Alimentos Conforme os pedreiros que trabalhavam no momento na Obra, eles não perceberam barulho algum. Sentiram apenas que o prédio estava caindo, e começaram a correr. O Engenheiro Dalton César Pereira, que acompanha a obra, disse que possivelmente fadiga de solo, em virtude das chuvas caídas nas últimas 24 horas em Sousa, deva ser a causada do desmoronamento, mas tudo ainda era prematuro uma informação precisa. É necessária uma avaliação técnica para apurar o CASO . O Corpo de Bombeiros, através do Ten/Cel, Gean Benício chegou rapidamente ao local, isolou a área, e iniciou uma varredura nos escombros para saber se existiam vítimas. O laudo será depois expedido pelo Corpo de Bombeiros. O SAMU esteve no local, e levou duas pessoas levemente feridas ao Hospital, apenas por precaução. Muitos curiosos foram ver o prédio caído. A Polícia Militar isolou a área para evitar problemas. De acordo com o Empresário Gilson Ferreira de Araújo, a estrutura iria funcionar um Auto Serviço. Foi contratada a Empresa de Pré Moldados do Empresário José de Arimatéia Rocha (JáPremoldados) da Cidade de Campina Grande que vinha acompanhado toda sequencia da obra que estava praticamente com a infraestrutura montada, quando ocorreu o desabamento. Gilson informou que no primeiro momento, pensou haver vítimas, mas graças a Deus, apenas danos matérias, porém iria acionar seus advogados para buscar seus direitos no tocante a obra que estava sendo construída pela Empresa Japremoldados da Cidade de Campina Grande PB...

Nenhum comentário:

Postar um comentário