quinta-feira, 6 de junho de 2013

Novinha dá ‘mata-leão’ na mãe e queima corpo

Menor deu o golpe fatal enquanto a vítima dormia. O motivo? Adriana era contra o namoro da filha com Daniel Uma jovem de 17 anos, lutadora de muay thai, foi apreendida acusada de estrangular a mãe com o golpe conhecido como mata-leão. Segundo a polícia, a filha executou Adriana Rocha de Moura Machado, de 43, porque ela não aprovava seu namoro com Daniel Duarte Peixoto, de 21, que foi preso por ter ajudado a assassinar a sogra, além de queimar o corpo e desová-lo na Baixada. Um seguro de vida feito pela vítima também pode ter motivado o crime. De acordo com as investigações da equipe da 32ª DP (Taquara), que prendeu a dupla, o homicídio aconteceu em 25 de maio, no Cachambi, Zona Norte do Rio. No dia seguinte, a menina procurou a polícia para registrar queixa do desaparecimento da mãe e culpou uma vizinha. "A mãe dormia ao lado da filha quando a jovem aplicou o mata-leão e chamou o namorado para terminar de sufocar a vítima com um saco plástico. Em seguida, eles a embrulharam num cobertor, jogaram o corpo na mala do carro do Daniel e levaram para Imbariê, na Baixada. Lá, atearam fogo no corpo e o deixaram num matagal", contou Antônio Ricardo Nunes, delegado titular da 32ª DP. Segundo a polícia, a jovem confessou o crime e foi encaminhada a uma unidade do Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase). Daniel foi levado para o Complexo de Gericinó e será indicado por homicídio triplamente qualificado e ocultação de cadáver. Depois de se livrar do cadáver, foi pro shopping Segundo o delegado Antônio Ricardo Nunes, a crueldade com que a adolescente cometeu o crime assustou os agentes que investigavam o caso. A jovem foi passear logo após queimar o corpo da mãe. "Tão fria e calculista que matou a mãe carbonizada e foi para o shopping", revelou o titular da 32ª DP. Nunes informou ainda que Adriana tinha um seguro de vida no valor de R$ 15 mil do qual a filha assassina era a beneficiária. O delegado disse que a menor não teve qualquer reação ao confessar o crime. "Fiquei espantado. Ela não mostrou reação nem quando viu as fotos da mãe em estado de decomposição. O namorado mostrou arrependimento", contou Nunes.
fonte .jornal meia hora
ABAIXO FOTO DOS ACUSADOS

Nenhum comentário:

Postar um comentário