quinta-feira, 27 de dezembro de 2012

Marcelo deveria estar preso, mas estava \\\"de boa\\\" na rua e armado, foi aí que a sua vida criminosa chegou ao fim.

Marcelo ao ver a vtr da PEOT, Pelotão de Emprego Operacional Tático e resolveu encarar, e foi mais um que se deu mal. No direito de defender a sua vida, a polícia atirou (e agora de metralhadoras novas) e acertou Marcelo que foi levado com vida ao HGE, mas não resistiu aos ferimentos de balas e acabou indo a óbito. Depois de confirmada a sua morte, Marcelo foi levado ao IML para a autópsia e finalmente após o corpo ser liberado, a familia procederá ao seu sepultamento, á época de sua prisão logo após a morte de Adriano, e disse à reportagem que tinha uma filha menor. A PEOT recebeu da central denuncias de que bando de 5 pessoas estariam armadas na rua Santa Terezinha e ao chegar no local, a policia foi recebida a tiros e houve o revide, Marcelo estava com um revólver 38 totalmente municiado e com 4 capsulas deflagradas, no confronto ele foi ferido e posteriormente a óbito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário